COMPARTILHAR
LIVReS
TERRAS PROMETIDAS
 

Como bem está dito no post parque do rio doce e caraça, estivemos por terras de banda nada larga, isolados a anos-chips-bits-luz  do mundo do tempo-real, impedidos de compartilhar nossos registros. Agora, novamente conectados, cheios de imagens para contar, não seria nem justo deixar como última foto aquela do monza que ostentava o aviso vigiado 24 horas pelos fofoqueiros… portanto, segue aqui um apanhado do caminho que trilhamos desde então pelo Mato Dentro de Minas Gerais e suas atlânticas visagens prometidas:

_em Santa Luzia:

DSC_0830tb

DSC_0848t2b

_em Sabará:

DSC_0197t

DSC_0036tw

_em Caeté:

DSC_0107tw

DSC_0074tw

_na Serra da Piedade:

DSC_0407t

_em Morro Vermelho, distrito de Caeté:

DSC_0593tw

DSC_0365tw

_indo para o Parque do Rio Doce:

DSC_0033tw

DSC_0831tw

_no Parque do Rio Doce (+ cenas da valente câmera hero pendurada no pet-dirigível):

DSC_0026tw

DSC_0042tw

_na lagoa do bispo (ainda Parque Estadual do Rio Doce):

DSC_0029tw

DSC_0103tw

DSC_0001tw

_em Santa Bárbara:

DSC_0147tw

DSC_0060t

_em Catas Altas:

DSC_0302tw

DSC_0394tw

_no Santuário do Caraça e entorno:

DSC_0008tw

DSC_0117tw

DSC_0044tw

DSC_0418tw

_em Cocais, distrito de Barão de Cocais:

DSC_0105tw

DSC_0120tw

_na estrada para Mariana:

DSC_0021w

DSC_0055Tw

DSC_0050tw

_em Mariana, enfim (!):

DSC_0155tw

DSC_0168tw

DSC_0202tw

fotos: Camila Prado / ciclope.art.br

2 comentários sobre “terras prometidas

  1. Oi Camila!
    Amei este projeto, eu e o Tico sofremos de ” banzo” em relação a cidade de Mariana. Ja fomos pra lá umas 10 vezes, sem contar das outras cidades….Vou sugerir que nas proximas fotos vc inclua um casal da 3. Idade sentados no banco da praça…Estranhou???? Como???? É nois, que queremos ser fotografados…hahhahhah.
    Bjao e sucesso.
    Apareçam em Braga City

  2. Oi Cidinha,
    que alegria ver seu comentário! Quem sabe não calha de a gente se encontrar numa pracinha preu fotografar o casal 20???
    Espero que nos acompanhem por aqui.
    beijão pra vocês,
    Camila

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *