COMPARTILHAR
PROPAGANDA POLÍTICA: OS ROXOS
 

(Reprodução de uma fita de vídeo enviada ao Tribunal Superior Eleitoral, para propaganda política, e que não foi veiculada pela tv)

.

ELA (sorridente, com ar ligeiramente vago):

– Mas afinal, para que serviria minha adesão a vocês? Estou doida para saber quem são os membros do partido. Eu, sabe, realmente estou interessada em ser filiada.

ELE (palitando os dentes, com cara de sono, com cara de quem já falou a mesma coisa centenas de vezes):

– De nada adiantará você se associar. Esta é a norma do partido: a ausência de movimento ou razão para existir. Aceitamos novos militantes por curtição. Nossa meta é “fazer coisa alguma”. Juntos faremos nada. Compreende? Amamos uma bandeira e uma causa, roxa. A gente ama pelo “por que não?”, entende? Conosco você não vai a parte alguma. O partido roxo não tem metas ou desejos, por isso sempre cumprimos o que prometemos. Pode até ser que você um dia encontre um de nós dizendo coisas interessantes sobre isto ou aquilo. Mas pode ter certeza, não se tratará de convicção e sim de comodismo. Às vezes é mais fácil fingir que se está lutando.

ELA (interrogativa, com um certo ar de ingenuidade):

– Mas… como poderei identificar meus companheiros?

ELE: (bocejando):

– Não vai interessar! Para que saber quem é ou não do partido? Identificados, seremos um grupo, e nós não somos um grupo, nossos objetivos são individuais. Para que nos unir, se não lutamos por nada? A causa roxa é abstrata e inútil, quem pensa em trabalho e ideologias não venha nos procurar, pelo amor de deus. Nosso partido é o partido do tanto faz. Não pedimos nem cobramos nada. O que importa é não acreditar. Jamais a humanidade presenciou um movimento tão coerente, que representasse os anseios do homem moderno. Somos a nova política. Por essa razão o futuro é nosso.

 .

Álvaro Andrade Garcia

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *